NOTÍCIA DO JORNAL A GAZETA - PUBLICADA EM 1924

Corrida de Bicicleta realizada no Circuito de Itapecerica em 1924.

“Obs: Transcrição do texto mantida conforme a grafia original”

Consoante noticiamos segunda-feira, effectuou-se domingo passado a sensacional prova paulista de cyclismo: Circuito de Itapecerica, em disputa da taça “Luis Caloi” que se achava em poder do Palestra.

A partida foi dada às 7 horas e meia em frente ao Trianon, à avenida Paulista, apresentado-se Miguel Centofantti, Domênico Pilato, Pachoal Ferretti, Nahor Corrêa, pelo grupo dos “Batutas B. E. C.”, João Rosseti, Anibal Socci e Antonio Martins de Oliveira, pela Sociedade Esportiva Paulista; João Zanetti e Ferdinando Dinelli, pelo Centro Cyclo Geriel.  

Desses concorrentes, João Serra, Zanetti, e Nahor Corrêa partiram, respectivamente, com um e dois minutos de atraso, o primeiro por necessitar por em ordem a sua bicycleta e, o segundo, por chegar ao ponto de partida depois da hora marcada.

O primeiro a partir foi Domênico Pilato, que se manteve durante grande parte do percurso, na frente, até que, por um acidente, tendo-se ferido no joelho e nos braços, viu-se obrigado a abandonar a corrida. O grupo formado por Miguel Centofanti, Ferretti e Rosseti, assumiu então a liderança da corrida.

Centofanti, o popular “Jardineiro”, pedalando desesperadamente a sua “Bianchi” pouco a pouco foi escapando de seus perseguidores. Ferretti, o endiabrado “Pimpolho”, todavia, “chispou” de uma vez, e por um triz, que não deixou o mestre Centofanti para traz.

No meio dos berros da assistência entusiasmada fez a sua entrada triumphal na avenida, o terrível Centofanti. Menos de cinco minutos atrás chegou Paschoal Ferretti.

Nahor Corrêa, que sahíra com seis minutos de atraso, com surpresa geral, conseguiu ainda a terceira collocação, dez minutos após o vencedor da prova.

Tempo: Centofanti – 3 horas, 5 minutos e 10 seg; Ferretti – 3 horas, 9 minutos; Nahor - 3 horas 15 minutos.

Abandonaram a corrida, visto ter-se desarranjado as suas machinas, os concorrentes: Domênico Pilato e João B. M. Briganti, do Brasil Esporte Clube, e João Zanetti, do Centro Cyclo.
Patrocinado pela Liga Cyclo-Motocyclista do Estado de São Paulo, a sétima disputa do “Circuito de Itapecerica” alcançou belo triumpho.

Nesta prova tem sido arduamente disputada a “Taça Luiz Caloi”, offerecida pelo symphatico esportista deste nome e fanático admirador do cyclismo.

O regulamento exige, para sua posse definitiva, três victórias consecutivas ou alternadas, sendo que já alguns clubes constam com uma victória no seu activo como o C.A. Paulistano, o Palestra Itália, a U.A. R. Cambucy e o “Grupo dos Amigos Cordiaes”. A Sociedade Esportiva Paulista é a única que até hoje conseguiu a palma de duas vezes. O último clube que levantou o referido trophéo foi o Palestra Itália em 1923, por intermédio do Sr. Mamede Soares. A prova de domingo p. é referente ao anno de 1924 e devia ser realizada em 28 de dezembro, o que não foi possível devido ao mau tempo que sempre tem reinado.

Para maior animação foram conferidos mais os seguintes prêmios: para o 1º collocado uma medalha de ouro; para o 2º collocado uma medalha de prata e para o 3º uma medalha de prata pequena. Além disto, todos os que chegassem até 30 minutos após o vencedor seriam premiados com uma medalha de bronze. Particularmente, como propaganda de sua representada, offereceu o Sr. Luiz Caloi ao primeiro colocado, si montasse Bianchi ou “Caloi” uma bicycleta desta última marca.
 
Uma plataforma completa para você gerenciar o site da sua prefeitura.