REGISTRO HISTÓRICO DE ITAPECERICA DA ÉPOCA DO BRASIL-IMPÉRIO

Camaristas zelando pela cidade de Itapecerica em 1882.


Aos vinte e oito dias do mês de outubro, do anno do nascimento do Nosso Senhor Jesus Christo, de mil oitocentos oitenta e dois, em o Paço da Câmara Municipal desta Villa de Itapecerica, termo da Imperial cidade de São Paulo, as onze horas da manhã, reunidos os vereadores João Baptista Pereira Telles, Fellipe Nery Damasceno, José Maria Delfim, João Veishaupt Moor e Saturnino Canuto Gonçalves, faltando por incompatibilidade o vereador José Veishaupt Moor, e sem participação o vereador Manoel Soares de Borba Junior e o vereador Joaquim Antonio Rodrigues, digo o vereador supplente Joaquim Antonio Rodrigues. O presidente abriu a sessão. Foi lida e approvada a acta da sessão antecedente.

- Offícios -

Do Excellentíssimo Presidente da Província, de dezesete do corrente, recommendando a observância do aviso circular do Ministério dos negócios da Agricultura, Commércio e Obras públicas, de trinta de setembro último: Providencie-se, publicando-se por edital a integra do aviso. Do mesmo, de vinte e quatro do corrente, designando o dia três de dezembro próximo fucturo para a eleição de Juizes de Paz da Paróchia de Nossa Senhora do Rosário de Mboy, e recommendando as providências necessárias para tal eleição: Providencie-se. Do Collector das Rendas Gerais da Villa de Santo Amaro, remmettendo cópia dos termos da demarcação dos limites urbanos desta Villa e da Freguesia de Mboy, para a cobrança da taxa dos escravos. Archive-se. Do procurador desta Câmara, remmetendo as contas de receita e despesa desta Câmara, trimestre último: A Commissão de Contas. Do Procurador remettendo a cópia da escriptura de obrigação de divida contrahida pela Câmara com Pedro Fischer como consta das actas antecedentes: Archive-se a cópia de escriptura, e recommende-se ao Procurador que, quando for ordenado o pagamento de despesas feitas com o producto do empréstimo, organise contas separadas das receita e despesa ordinárias da Câmara. A professora pública Dona Pedra Maria de Carvalho, removida da Villa São João de Guarehy, digo São João Baptista de Guarehy para o bairro das Palmeiras deste município, apresentou, para os fins legais, a sua carta de nomeação aposttilada. Por proposta do Presidente, authorizou-se ao Zelador do Cemitério a mandar reparar a coberta dos muros estragadas pelo rigor da athemosphira, e bem assim ao fiscal para mandar extinguir um formigueiro que se acha contiguo ao Cemitério dos Cathólicos, e que prejudica a este e ao municipal. E por nada mais haver a tratar, o senhor presidente levantou a sessão a uma da tarde, designando o dia onze de novembro próximo fucturo para outra sessão. E para constar lavro a presente acta. Eu Antonio Frederico da Rosa, secretário a escrevi. Pereira Telles, Damasceno, Delfim, Moor, Gonçalves.
Mantida a grafia original na transcrição – Toninho do Pito – Itapecerica da Serra - ano 2016.
 
Uma plataforma completa para você gerenciar o site da sua prefeitura.