Itapecerica da Serra tem Coleta Seletiva: Faça sua parte

A cidade disponibiliza o serviço de Coleta Seletiva de materiais recicláveis. Em parceria com a Cooperativa de Trabalho de Reciclagem de Itapecerica da Serra – COOPER CRIS, os materiais são coletados diariamente nos Pontos de Entrega Voluntária – PEVs e na modalidade porta a porta, de segunda a sexta-feira das 8h às 16h30.

O município dispõe de dois centros de recebimento e triagem de materiais, localizados nos bairros do Parque Paraíso e Potuverá, onde é feita a manufatura do conteúdo recolhido e encaminhamento para comercialização.

O centro de triagem da Av. dos Itapecericanos – Parque Paraíso conta ainda com um Brechó criado a partir de doações de roupas, calçados e outros objetos. É uma boa alternativa para quem tem materiais em boas condições em casa e deseja se desfazer, mas não sabe onde destinar. E uma alternativa ainda mais interessante para quem gosta de reutilizar.

Participe você também da Coleta Seletiva. Entre em contato com a Secretaria do Meio Ambiente e realize seu cadastro para que o caminhão passe a retirar seu material. Faça sua parte em prol do meio ambiente.

 

O que pode ser encaminhado para a coleta seletiva:

  • Plásticos: copos descartáveis, garrafas pet, potes plásticos, tubos e canos, sacolas plásticas, e outros
  • Papel: jornais, revistas e impressos em geral, e outros
  • Vidro: frascos, garrafas, vidros de conserva, e outros
  • Alumínio: latinhas, esquadrias e molduras de quadro, e outros

 

Como separar meu reciclável para a coleta

Plásticos: lave-os bem para que não fiquem restos de produto.

Vidros: lave-os e retire as tampas

Metais: latinhas devem ser prensadas para facilitar o armazenamento

Quanto mais seco, melhor aproveitado o material na reciclagem.

 

O que eu não devo colocar com o reciclável

  • Lixo Orgânico: restos de comida, cascas de legumes, frutas, cascas de ovos, etc.
  • Os chamados Rejeitos: lenços, papel higiênico, absorventes e guardanapos de papel sujos,
  • Resíduos contaminantes específicos como pilhas e baterias.
  • Resíduos hospitalares: algodão, seringas, agulhas, gaze, ataduras etc.
  • Lixo químico ou tóxico: embalagens de agrotóxicos, latas de verniz, solventes, inseticidas